All posts by ademin

Uma Justa Homenagem A Um Pioneiro Da Radiotelegrafia

05 de Maio: No Dia Nacional das Comunicações, uma justa homenagem a um pioneiro da Radiotelegrafia!​

Dary Bonomi Avanzi – aos 15 anos revolucionou o sistema telegráfico em Presidente Prudente.

A data de 05 de Maio figura no Calendário Anual como o “Dia Nacional da Comunicação”, comemorado em todo o País. Também no exterior existe comemoração especial por se tratar de um dia internacional da comunicação. E qual o significado ?  “É o ato de transmitir e receber mensagens através de um tipo de linguagem: falada, musical, gestual ou de outras definições”. Os seres humanos se comunicam principalmente por meio da linguagem falada. Posteriormente acrescida de um eficiente desempenho proporcionado pela tecnologia, através de equipamentos sonoros ajustados à imagem transmitida pelos meios de comunicação. O Telégrafo é um aparelho empregado desde nossos antepassados para transmitir mensagens a grandes distâncias. Samuel Morse – que criou o Código Morse – figura como a pessoa que enviou sinais telegráficos à distância de 518 metros. Sem fios, emitindo sinais de ponto e traço por meio de um manipulador significando as letras do Alfabeto. Em Presidente Prudente, as comunicações telegráficas tiveram dois pontos de referência: os Correios e a Estrada de Ferro Sorocabana. Mas foi na Estação ferroviária que praticamente se estabeleceu o maior Centro de Operações, tendo como pioneiro um jovem de apenas 15 anos de idade, que se qualificou e fez uma carreira brilhante como Radiotelegrafista: Dary Bonomi Avanzi.  
 
Atualmente Diretor do Grupo Avanzi Consultoria em Telecomunicações, Dary nos relata sua biografia a partir do momento que se enquadrou na área de comunicações como Telegrafista, precedido de um curso de iniciação entre 1956 e 1957 que reuniu 100 candidatos com disponibilidade de apenas 30 vagas. O maior apoio que recebeu foi proveniente de um tio que exercia essa profissão e o incentivou a abraçar a carreira de Telegrafista, dando-lhe toda a assistência que ele precisava. Já Aprovado, saiu  em Julho de 1958 a nomeação de Dary para o exercício da profissão de Telegrafista em Presidente Prudente. O embarque aconteceu na Estação de Botucatu e de lá, foi parar em Assis a fim de realizar os exames médicos. Em seguida partiu para exercer sua nova atividade profissional na Subdivisão de Presidente Prudente. Contava 15 anos de idade e foi considerado “o mais novo Telegrafista de toda a ferrovia”.   
 
Nosso novo Telegrafista traça um resumo de sua carreira profissional e de pioneirismo na região de Presidente Prudente:”além da ferrovia, fazia a captação de sinais em Morse diretamente das Agências Noticiosas: France Press, Asa Press, United Press e Agência Soviética Tass”. As notícias captadas eram passadas para os Jornais Falados das Emissoras de Rádio. Aos 22 anos se transferiu para a Capital do Estado, onde conheceu e utilizou novos equipamentos (seis no total), inclusive de radiotelegrafia utilizados por novas empresas que ele passou a prestar serviços: aviação, celulose, oleaginosas e inclusive o Palácio do Governo. De 1983 ao Ano 2000 – Assessoria em áreas de telecomunicações e segurança pública. Daí, assessoramento especial na área de telecomunicações a Jornais e Emissoras de Rádio e acompanhamentos de vários conflitos internacionais como: Tomada de pode de Cuba, Guerras Frias (EUA e URSS), Guerra do Vietnan, Assassinato de J.F.Kennedy e outros. 
 
Em 1980, Dary Bonomi Avanzi foi convidado a atuar como Radiotelegrafista do Papa João de Deus em São Paulo e Aparecida. À convite da ANATEL, pronunciou inúmeras palestras e no ano passado, como convidado dos ex-Telegrafista da Armada Portuguesa, esteve em Lisboa onde participou de solenidades, como representante do Brasil. Além de exercer com a maior dignidade as funções de um Radiotelegrafista, ele também tem um hobby desde 1974 e faz parte de uma Associação que congrega Radioamadores – Classe A – com mais de 140 países integrantes. Onde também se inclui Presidente Prudente-SP, como uma das maiores e mais importantes cidades brasileiras.    

Veja a homenagem completa no blog

Memórias de um Repórter do Interior

24 de maio, dia do telegrafista

A telegrafia, criado em 1843, foi o primeiro meio de comunicação a distância, onde inicialmente era transmitido por fios.

Em 1896 o brasileiro Padre Landel de Moura fez os primeiros testes da telegrafia sem fio por meio de ondas eletromagnéticas. Entretanto foi o italiano Giuseppe Marconi, que também se dedicava a esse invento, foi quem conseguiu patenteá-lo em seu nome.

Já em 1900 as embarcações marítimas receberam tecnologia.

Durante todo o século, de 1900 a 2000, a TSF (telegrafia sem fio) foi o principal meio de comunicação em todo o mundo e apenas no ano de 1999/2000 foi que este meio de comunicação, que vinha sendo utilizada apenas na marinha mercante, foi encerrado.

A figura do profissional radiotelegrafista que já vinha agonizando, encerrou-se definitivamente no final deste século.

Profissionalmente desaparece, mas sobrevive até hoje como grande Hobby dentre os homens da comunicação do “ponto e traço”, mais conhecido como Código Morse.

Os mesmos migraram para o radioamadorismo, onde cultivam tal prática com grande amor e alegria, conversando diuturnamente como lazer, além de estarem aptos a prestarem serviços de utilidade pública em caso de algum tipo de colapso tecnológico/satelital.

Além do mais, esses abnegados e saudosistas não deixam o Código Morse morrer. Muito pelo contrário, sempre formam outros telegrafistas através de ensinamentos práticos aos que desejam conhecer esse meio.

Um meio de comunicação criado no século de 1800, mas sem data para seu fim.

O telegrafista morre, mas o Código Morse não!

Em código morse:

—- “homenagem aos radiotelegrafistas do Brasil e do mundo. Parabéns. py2ms Dary”—-

O primeiro cabo transatlântico de telégrafos

Pouca gente sabe mais os Cabos Submarinos, são responsáveis até hoje por mais de 90% das telecomunicações de voz e dados até os dias de hoje. A tecnologia se atualizou e os cabos hoje são de fibra ótica.

Peças de telecomunicações são apresentadas em Presidente Prudente

Na manhã de ontem, os amantes de peças antigas puderam conhecer um pouco sobre o funcionamento e evolução das telecomunicações na região de Presidente Prudente. No centro da sala exposições do Museu e Arquivo Histórico “Prefeito Antônio Sandoval Netto”, um grupo de aproximadamente 20 pessoas ouvia atentamente às histórias contadas por Dary Bonomi Avanzi, diretor geral da Avanzi Soluções em Telecomunicações, que foi radiotelegrafista entre os anos de 1950 e 1960 na cidade e acompanhou a evolução dos meios. Com a iniciativa da Secult (Secretaria Municipal de Cultura) e parceria com o grupo, o diretor apresentou fotos, áudios e equipamentos para compartilhar com os visitantes.

Dary conta que quando chegou a Prudente, em 1958, as mudanças nos meios de telecomunicações já eram previstas devido à evolução dos processos mecânicos da época. Dentre os assuntos comentados no bate-papo, ele explica que antigamente as mensagens eram encaminhadas por meio de telegramas, o que demorava certo tempo para chegar até o devido local. “Quando a sociedade tinha um problema para recorrer às autoridades, os representantes utilizavam desse veículo para manterem a comunicação”, expõe.

Valentina Terescova Romeiro Flores é coordenadora do museu e acredita que devido às tecnologias oferecidas atualmente, o evento proporciona o conhecimento da evolução desses meios desde os tempos antigos até os mais recentes. “Hoje tudo é muito moderno, como a internet em uma velocidade rápida, por exemplo. Mas é interessante refletir a maneira que as máquinas cresceram para chegarem ao que são hoje”, afirma.

Além da mesa redonda, a coordenadora esclarece que o espaço está sempre de portas abertas para receber a população, uma vez que um dos objetivos do local é “mostrar que nosso museu tem um olhar diferenciado para a cidade porque buscamos mostrar em detalhes o nosso arquivo histórico”.

Reviver o passado

Para o diretor da Rádio Comercial AM, Nilton Mescoloti, 80 anos, o bate-papo possibilitou a ele uma viagem no tempo para reviver os 16 anos de idade, quando passou a conhecer os aparelhos apresentados. Ele acredita que o evento tem uma “importância extrema” tanto para aqueles que conheceram os equipamentos há muitos anos, quanto para os jovens que buscam perspectivas desse meio. No entanto, a reportagem observou que a maior parte dos interessados na mesa redonda eram as pessoas que realmente viveram aquela época.

Na empresa de rádio em que Nilton é proprietário, foi montado um espaço dedicado a equipamentos voltados à origem do rádio. “O centro de memória foi feito para preservar a história desse meio de comunicação, que começou há muitos anos”, expõe.

Curiosidade

Um objeto antigo que também servia para a comunicação era o rádio portátil que, segundo conta Dary, era utilizado principalmente pelos policiais. Com o objeto em mãos, explica que a evolução permitiu que o equipamento sofresse mudanças, o que possibilitou a diminuição no porte físico. Além deste, explica que a linguagem por código era de difícil compreensão, mas que a partir do momento em que a pessoa parava para estudar, conseguia tirar de letra: “A comunicação por códigos funcionava como um som musical e conforme o tempo dos intervalos, a mensagem era decifrada”, finaliza.

Fonte: [Imparcial]

Consultor Dary Bonomi Avanzi quer entrar para o Guiness

Em seis decadas de trabalho, Dary Bonomi Avanzi, transitou do telégrafo de agulha à internet.
Começou como telegrafista da Estrada de Ferro Sorocabana e hoje é o presidente do Grupo Avanzi, instalado em Alphaville, São Paulo. A rigor, ele iniciou em 1956, aos 13 anos de idade e mantém atividade ininterrupta no setor de telecomunicação até hoje.
Aos 74 anos de idade, o empresário ainda trabalha diariamente na sede da sua empresa e no atendiento de clientes de todo Brasil, viajando ora de carro ora de avião está em plena atividade, em tempo integral, no atendimento as empresas. Abaixo uma entrevista exclusiva concedida ao Jornal do Oeste Paulista.